INíCIO | PROFISSIONAIS | ECONOMIA DA SAÚDE | PRINCIPAIS FACTORES CHAVE NO CUSTO DO TRATAMENTO DE FERIDAS

Economia da saúde

  1. Principais factores chave no custo do tratamento de feridas

Os custos do tratamento de feridas dependem fundamentalmente de três factores chave, ou indutores de custos. A incidência dos produtos de tratamento de feridas em qualquer um destes indutores de custo ou sobre todos eles influencia o custo total da prestação de cuidados ao paciente, significativamente mais do que o seu preço de compra.

Porque devemos utilizar a economia da saúde?

A pressão sobre os orçamentos que sofrem os sistemas de saúde é maior que nunca. Com menos dinheiro e mais pacientes para tratar (devido a factores como o envelhecimento da população, os preços elevados da nova tecnologia, as maiores expectativas dos pacientes, etc.), os sistemas de saúde necessitam de produtos que sejam rentáveis.

 

Os factores chave no custo do tratamento de feridas são:

  • A frequência de mudança do penso (duração do penso/tempo de utilização): quanto maior a frequência de mudança do produto, mais dispendioso será a longo prazo, visto que cada vez que se muda, está a consumir não apenas os pensos e os materiais, mas também o tempo de enfermagem (se o responsável por mudar o penso for uma enfermeira).
  • Tempo de duração de mudança de penso: o tempo do profissional de saúde é um dos factores mais dispendiosos no tratamento de feridas, de modo a que qualquer produto que permita menos tempo na mudança é provavelmente o que terá resultados económicos mais positivos.
  • Eficácia clínica: tratar mais pacientes, cicatrizar mais rapidamente ou com menos complicações, reduzirá a utilização de recursos de saúde valiosos ao reduzir o período de tratamento e evitar intervenções mais dispendiosas. Cerca de los clientes y de los pacientes


 

Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Partilhar por email Mais opções